Voltar ao Blog

Tubos para Troca Térmica

Os tubos para troca térmica têm por finalidade transferir o calor de um determinado local para outro, encontrando as mais diversas temperaturas no decorrer deste percurso.

A troca de temperaturas se torna possível, pois a espessura do tubo possibilita as temperaturas de diversos fluídos se “encontrarem”, através da parede do tubo. Enquanto um fluído escoa pelo tubo interno, o outro fluído tem seu fluxo no espaço anular.

Sua empregabilidade acontece, com um número maior de frequência, em produtos de refrigeração, condicionadores de ambiente, aquecedores, refinaria de petróleo, hidrelétricas, empresas do segmento de tratamento de água, caldeiras, entre tanta outras em que sua utilização otimiza o serviço.

Existem detalhes que necessitam de uma minuciosa observação, quando a eficácia do produto precisa ser comprovada pelo cliente ou pela indústria que necessita da instalação deste tipo de tubo:

  • O material utilizado na fabricação dos tubos para troca térmica;
  • Características como tamanho, espessura e o diâmetro do tubo;
  • Resistência ao fluxo, temperatura e à pressão dos fluídos;

Nossos produtos são oferecidos em aço carbono, material amplamente reconhecido por sua resistência e vida útil duradoura. E ainda, se essas não fossem condições já bastante atrativas, o aço carbono exige um baixo investimento. Trata-se de um material leve e de fácil manipulação, tornando capaz efeitos de curvatura, como no caso de serpentinas.

Se existir a necessidade de manutenção, o investimento baixo continua prevalecendo, porém, isso é bastante raro de acontecer.

Outra qualidade é observada na hora de sua higienização. Por se tratar de uma matéria lisa e de bem baixa aderência, a limpeza ocorre de maneira fácil, exigindo pouco tempo e uso de produtos.

A necessidade do cliente é o que irá designar o tipo de material a ser entregue. Para avaliar que modelo seria esse, é necessário observar algumas questões:

  • Diâmetro necessário;
  • Espessura de parede de tubo;
  • Resistência de contenção;
  • Disponibilidade de troca ou manutenção;
  • Resistência ao contato com fogo;
  • Comprimento;

Observadas essas características, o solicitante já terá uma boa base de informações na hora de pedir um orçamento e definir o produto.

Normas e Medidas

Entre as operações que este tipo de produto será empregado, eles poderão ser expandidos, curvados, flagelados e deverão suportar das mais baixas às mais altas temperaturas, podendo, essas, chegar a 900º C.

Existirem normas que padronizam tamanhos, são necessárias. Essa exigência vai fazer toda a diferença na hora de sua qualidade ser colocada à prova.

Suas medidas podem variar de 19,05 mm a 114,30 mm no diâmetro externo, e 1,65 mm a 5,16 mm de espessura. O comprimento padrão é de 6 metros, porém esse tamanho poderá variar mediante solicitação prévia.

Nossos produtos atendem às normas estabelecidas pelo órgão responsável, a ASTM (sigla derivada do nome americano American Society for Testing and Materials).

São elas a ASTM A 135, que estabelece padrões quanto à condução de fluídos, a ASTM A 178 sobre caldeiras, a ASTM A 214 que se refere aos condensadores e trocadores e a ASTM A 226 que estabelece normas sobre caldeiras e superaquecedores.

 

Compartilhar

Voltar ao Blog
Vamos Conversar
Enviar Pelo WhatsApp